<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=974250883405448&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
A‌ ‌tecnologia‌ ‌auxiliando‌ ‌no‌ ‌controle‌ ‌dos‌ ‌custos‌ ‌de‌ ‌manutenção!

ERP

A‌ ‌tecnologia‌ ‌auxiliando‌ ‌no‌ ‌controle‌ ‌dos‌ ‌custos‌ ‌de‌ ‌manutenção!

Techedge | Abr 20, 2021

 A tecnologia está presente em tudo e não poderia ser diferente quando o assunto é gestão de gastos em diferentes negócios. Neste artigo, você entenderá melhor sobre como as evoluções tecnológicas podem contribuir fortemente no controle de custos de manutenção de uma empresa!

Acompanhe!

Planejamento dos custos de manutenção!

A manutenção dos equipamentos das fábricas deve ser o primeiro foco, pois poucas coisas podem ser tão prejudiciais quanto as interrupções de fabricação. Nesse sentido, há diversas estratégias de manutenção que garantem que o fluxo de produção não seja travado de nenhuma forma.

Algumas dessas estratégias devem ser implementadas de maneira integrada, planejada e conjunta, para que os custos de manutenção não sejam exorbitantes e, assim, minimizem impactos financeiros.

Confira abaixo algumas dessas estratégias!

 

Estratégia de manutenção reativa

A manutenção reativa é aquela realizada após a ocorrência do problema, também chamada de manutenção corretiva, é a que mais gera custos e ocorre justamente devido à falta de planejamento.

Além disso, uma máquina que apresenta problemas, não gera apenas custos relativos à troca de peças, mas pode também aumentar o nível de refugo, isso sem contar o tempo de paralisação, que por si só, também representa custos.

 

Estratégia de manutenção preventiva

A manutenção preventiva visa elevar os índices de disponibilidade de um equipamento. Este tipo de manutenção deve ser efetuada em intervalos predeterminados, conforme critérios pré-estabelecidos, visando reduzir a probabilidade de falha ou a degradação da operação.

Normalmente, esse tipo de reparo colabora muito para a diminuição dos custos de manutenção.

 

Estratégia baseada nas condições 

Um erro comum é a análise superdimensionada dos custos de manutenção. O uso de ferramentas apropriadas permite uma avaliação das condições das máquinas de maneira muito mais precisa para obter uma real noção dos custos e dos processos que ela necessita.

O plano de manutenção preventiva e preditiva deve ser elaborado com base nas reais condições existentes no processo produtivo da sua empresa e tem como objetivos:

  • Reduzir as manutenções corretivas;
  • Prever os custos de maneira mais assertiva;
  •  Adquirir peças a preços e condições favoráveis e na quantidade e momento certos;
  • Agilizar os reparos;
  • Reduzir sensivelmente os impactos negativos dessas ações na produção.

 

Estratégia de manutenção preditiva

A manutenção preditiva está relacionada a uma rotina de medições e coletas de dados realizados periodicamente, com o intuito de demonstrar as reais condições de equipamentos e instalações, aumentando o tempo de operação e diminuindo os custos de manutenção.

Esse tipo de avaliação, quando bem executada com a ajuda de um software de gestão, gera dados históricos. A partir da análise desses dados, é possível prever falhas e defeitos antecipadamente, o que facilita um diagnóstico e uma mensuração de tendências de falha.

 

Estratégia de manutenção prescritiva

A manutenção prescritiva consiste, na verdade, numa estratégia calcada na proatividade, ou seja, baseada em prescrições ou recomendações sobre os procedimentos que devem ser realizados.

O sistema, criado a partir do aprendizado da máquina (machine learning), também recomenda quais os componentes precisam ser substituídos e qual a ordem de execução.

As grandes vantagens da estratégia prescritiva são:

  • Redução dos custos de manutenção;
  •  Aumento da disponibilidade de máquinas e equipamentos;
  • Melhoria da qualidade dos processos e produtos.

Como o ERP pode auxiliar na gestão dos custos de manutenção?

manut2Os diversos custos de manutenção podem ser facilmente eliminados com uma estratégia com ERP!

 

O sistema ERP, da Techedge, auxilia a sua empresa no controle de custos de manutenção, isso porque suas funcionalidades foram pensadas para realizar análises preditivas e apontar as correções necessárias.

Realizando as correções prontamente, gastos desnecessários podem ser evitados e os recursos que deixam de ser desperdiçados podem ser alocados de forma inteligente.

A automatização desses processos gera diversos benefícios que, por sua vez, impactam diretamente a competitividade.

 

Planejamento de manutenções

O planejamento das manutenções é facilitado com o uso da tecnologia, pois ela é capaz de identificar com precisão quais equipamentos representam o maior ônus no final do dia.

 

Roteiro de inspeção 

Uma revisão dos equipamentos deve ser realizada periodicamente, inclusive para que a empresa esteja em conformidade com as normas de segurança do trabalho.

Este processo é realizado com base em um roteiro de inspeção, que pode ser criado a partir dos dados registrados no sistema ERP.

Isso ajudará os profissionais responsáveis a entender se a máquina está realmente operando adequadamente ou se há algum problema que ela esteja apresentando antes do período previsto para manutenção.

 

Armazene as principais informações

O sistema ERP permite o armazenamento de informações que permanecem disponíveis para auxiliar na resolução de gargalos operacionais.

Já as análises manuais, não permitem que isso ocorra, dificultando as correções e aumentando os custos de manutenção, já que desta forma não é possível ter todas as informações em mãos.

O uso de soluções tecnológicas, aliadas a Inteligência Artificial, Big Data, Machine Learning, etc, possibilita o armazenamento de um histórico de inspeções realizadas em cada máquina.

Lembre-se: a transformação digital é o caminho obrigatório para a inserção no contexto da Indústria 4.0, fundamental para manter a competitividade no mercado.

O artigo sobre estratégias e custos de manutenção foi proveitoso? Aproveite e acesse nosso site!

contato

Inscreva-se!