<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=974250883405448&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Orçamento empresarial: tenha o controle do seu negócio

ERP

Orçamento empresarial: tenha o controle do seu negócio

Techedge | Jan 20, 2021

O orçamento empresarial é sempre um ponto delicado e envolve muito planejamento e organização, bem como a adoção de estratégias de elisão fiscal. 

É através deste documento que informações essenciais são disponibilizadas para serem incluídas no planejamento da empresa, como, por exemplo, qual a previsão de custos fixos e variáveis, quanto de dinheiro é necessário para manutenção das atividades da empresa e quais os prognósticos de crescimento do negócio. 

Esse orçamento empresarial pode variar de acordo com alguns fatores, desde o complexo sistema tributário brasileiro até mesmo pelo número de transações financeiras da organização, podendo prejudicar a alocação de recursos para um determinado projeto da empresa.

Quando isso ocorre, o ROI, ou retorno sobre o investimento, também fica prejudicado, ou seja, a empresa deixa de auferir rendimentos financeiros, afetando negativamente seus resultados e ainda a relação com os investidores, prejudicando o orçamento empresarial. 

E por falar em retorno sobre o investimento, sem dúvida, a digitalização do controle do orçamento empresarial favorece a empresa neste quesito.

Ao longo do texto explicamos como o controle orçamentário da sua empresa pode ser auxiliado. Acompanhe

 

A importância de obter controle sobre o orçamento empresarial 

Você sabia que o controle orçamentário ineficiente pode afetar a entrega de obrigações acessórias, que por sua vez, também gera multas e custos operacionais para a empresa?

Conforme previsto nos artigos 16º e 57º da Lei n.º 9.779/1999, os percentuais das multas por descumprimento das obrigações acessórias podem variar de 1,5% a 3,0% sobre o valor das transações realizadas em caso de atraso ou omissão na prestação de informações para o fisco.

Além disso, desde 2012 a Receita vem investindo no Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e na Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária (EFD-Reinf), resultando em um incremento significativo na arrecadação nos últimos anos, mesmo considerando a queda ocorrida durante a pandemia.

Segundo matéria publicada pelo Portal G1, em agosto de 2020 a arrecadação apresentou alta de 1,3%, atingindo o montante de R$124,5 bilhões. A análise destes dados reforça a necessidade de as empresas estarem com seus processos financeiros e contábeis digitalizados e otimizados.

Daí a importância de ter o total controle orçamentário, fiscal e transacional na empresa, uma vez que a Receita Federal está aparelhada para fiscalizar e arrecadar de maneira eficiente.

O Enterprise Resource Planning, também conhecido como ERP, é uma ferramenta capaz de ajudar sua empresa a controlar as transações financeiras, os registros contábeis, o fluxo de caixa, contas a pagar e receber, etc. para que ela esteja à altura da modernização de processos decorrentes da implantação pela Receita Federal do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e na Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária (EFD-Reinf).

O ERP funciona em diversas frentes para auxiliar o orçamento empresarial. As principais funcionalidades do sistema ERP são:

  • Controlar minuciosamente as transações realizadas;
  • Facilitar a implantação dos mecanismos de governança corporativa;
  • Permitir controle fiscal e contábil visando o cumprimento de obrigações fiscais corretamente tanto para os recolhimentos tributários quanto para a entrega de obrigações acessórias perante o fisco;
  • Otimizar o controle contábil, financeiro, contas a pagar, a receber, etc. 

 

Benefícios de um controle de orçamento empresarial otimizado

A digitalização de processos tem se mostrado crucial para o efetivo controle orçamentário, fiscal e contábil, independentemente do porte da empresa e da complexidade das transações.

A integração e armazenamento digital das informações otimiza todo o fluxo de processos financeiros, facilitando o trabalho dos gestores, que poderão ter mais tempo para empenhar-se nas estratégias empresariais ao invés de gastá-lo com tarefas operacionais.

O sistema ERP, da Techedge, desempenhará o trabalho de controle orçamentário, emitindo os alertas necessários, e o gestor financeiro apenas irá se preocupar em operar o sistema e tomar as ações necessárias através dos comandos disponibilizados pela plataforma.

 

BI financeiro e financial analytics

control

 

A digitalização dos processos não é mais uma opção, mas sim uma necessidade, pois até mesmo um escritório contábil de menor porte e com poucos colaboradores pode se perder nas tarefas diárias se estiver realizando o controle do orçamento empresarial manualmente.

O controle manual não é eficiente para gerir com segurança a gama imensa de informações necessárias para que os fluxos financeiros e cumprimento das obrigações tributárias ocorram adequadamente e dentro do prazo.

A frequente perda de prazos ou recolhimentos incorretos acaba por levar sua empresa a despender recursos desnecessariamente com multas e retrabalho por parte dos colaboradores, muitas vezes já sobrecarregados de tarefas.

Estas receitas da empresa desperdiçadas ao longo do tempo poderiam ser alocadas em outros investimentos, como investir em ferramentas tecnológicas de gestão do controle orçamentário, contábil e financeiro, tornando o dia a dia dos respectivos departamentos muito mais fácil.

A Inteligência de Negócios, ou Business Intelligence, consiste na definição de processos para organização e monitoramento dos dados, com o intuito de extrair todas as informações relevantes e úteis para que possam beneficiar a empresa.

Para que o BI financeiro funcione adequadamente, é imprescindível o auxílio de softwares para realizar a análise dos dados de maneira eficiente, e é aí que entra o sistema ERP, da Techedge.

O papel deste sistema é auxiliar o BI financeiro na coleta, análise, organização e monitoramento dos dados, propiciando uma gestão eficaz das informações financeiras e centralizando os dados de maneira a facilitar o trabalho do gestor financeiro.

Confira agora as vantagens do BI na gestão do controle orçamentário:

  • Disponibilização rápida de informações para os diversos setores da empresa conforme demanda;
  • Otimização da gestão dos dados;
  • Integração de informações para tomada de decisões estratégicas;
  • Melhoria do planejamento e gestão de custos;
  • Melhoria da comunicação corporativa.

A Financial Analytics adveio da necessidade de realizar análises preditivas financeiras para obter respostas e analisar possíveis cenários futuros, orientando o rumo dos negócios.

Em outras palavras, o Financial Analytics tornou-se uma ferramenta primordial para que a empresa desenvolva seu setor financeiro, criando e incentivando uma cultura de análise avançada de dados, aprimorando sua performance financeira.

A organização, o controle e o monitoramento dos fluxos financeiros e dos recolhimentos tributários da empresa, com o auxílio da digitalização dos processos e de ferramentas altamente tecnológicas alinhadas com o que há de mais moderno são a chave para o crescimento financeiro do empreendimento.

 

O poder da governança empresarial

A criação de uma cultura analítica, embora seja uma tendência importante cada vez mais presente nas empresas, ainda não é o suficiente para que a mesma alcance a maturidade da sua área financeira. Outro ponto fundamental que precisa estar perfeitamente alinhado a esta cultura é a governança.

Uma boa Governança começa com um bom sistema de controle, visando a criação de um sistema colaborativo e intuitivo de análises financeiras para que a transformação financeira possa de fato ocorrer na prática. 

Para implementar processos de Governança Corporativa efetivos, é essencial contar com um sistema ERP como o da Techedge, capaz de ajudar em diversas tarefas, como o balanço patrimonial, controle dos ativos circulantes, não-circulantes e finanças. 

A governança envolve controles de pagamentos, recebimentos, ativos e geração de informações confiáveis para auditorias. Aliás, especificamente no caso das auditorias, os processos de governança não devem limitar seu escopo, ou dar margem para gerar não-conformidades.

Neste caso, o papel do ERP é facilitar a execução das boas práticas de Governança Corporativa, sejam elas a transparência, prestação de contas, equidade e responsabilidade corporativa que devem nortear as ações de todos os stakeholders e agentes de governança envolvidos.

No entanto, a governança ideal vai além do controle e das boas práticas, mas auxilia na definição de métricas, agregando valor e mantendo o foco no negócio, simplificando processos, gerando insights e resolvendo problemas.

 

Sistema ERP 

control2

O sistema ERP pode ser capaz de revolucionar seu orçamento empresarial! 

 

A gestão do orçamento empresarial é um dos maiores desafios de qualquer empresa, por esta razão a Techedge disponibiliza ferramentas tecnológicas de gestão com o melhor custo-benefício.

O Oracle ERP Cloud é a solução perfeita para monitorar o orçamento empresarial, auxiliando em uma avaliação precisa do que foi planejado e do que está sendo executado efetivamente.

O objetivo principal de um sistema ERP é ajudar a administração e gestão corporativa, contribuindo para o crescimento do negócio. Há pouco tempo, custava caro a implantação desse tipo de plataforma. Porém, atualmente este serviço pode ser contratado a valores acessíveis. 

Os registros e dados dos setores são condensados em um único lugar e os processos que antes demandavam muito tempo, agora são automatizados, garantindo maior segurança das informações e um controle mais preciso do que acontece na empresa.

Vale lembrar que é possível contar com dois formatos de sistemas, o ERP On Premises ou ERP na Nuvem (Cloud). No modelo de ERP em Nuvem, as informações permanecem hospedadas no servidor da empresa contratada e são acessadas via internet.

Já no caso do modelo On Premises, o sistema ERP é instalado localmente nos computadores e servidor próprios da organização. Ambos têm suas vantagens e desvantagens, e a escolha do modelo mais adequado para a sua empresa depende das suas necessidades e peculiaridades.

O monitoramento do orçamento empresarial é tão importante quanto a sua estruturação, pois na prática, diversos empecilhos e imprevistos podem ocorrer, tornando necessário contar com uma solução tecnológica apta a demonstrar os desvios e possibilitando a sua imediata correção.

Concluindo, é importante notar que sistemas de trabalho colaborativos têm trazido resultados positivos para diversas empresas, isso porque o seu principal objetivo não é punir, mas buscar a melhoria contínua dos resultados financeiros, redirecionando as ações quando necessário, reavaliando indicadores e metas, redefinindo objetivos, sempre se baseando nos desvios que porventura ocorram e aprendendo com eles.

Ou seja, a utilização do sistema de gestão possibilita maior segurança, agilidade no registro das informações e controle de processos, contribuindo efetivamente para seu orçamento empresarial. 

Se você gostou desse conteúdo e quer ficar por dentro das novidades tecnológicas para sua empresa, visite o nosso blog e confira!

 

projeto_erp

Inscreva-se!