O PAPEL DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ATIVOS EM UMA FÁBRICA INTELIGENTE

Indústria 4.0

,

Manufatura

O PAPEL DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ATIVOS EM UMA FÁBRICA INTELIGENTE

Martin Horvath | Mai 29, 2019

Ativos são a base de qualquer negócio - não importa se é um machado para derrubar árvores ou um robô que monta carros. Na minha última publicação, abordei um dos muitos motivos pelos quais a Gestão de Ativos na empresa de manufatura precisa ser feita de maneira apropriada. Agora que sabemos o que tem que ser feito, é hora de pensar no que "queremos alcançar" com esta nova solução na indústria manufatureira.

Melhorar o Índice de Giro de Ativos!

Não é surpresa para ninguém o fato de estarmos novamente diante do Índice de Giro de Ativos que nos mostra quantas vendas foram geradas com cada dólar que a empresa possui em forma de ativos. Se um machado custa
100 dólares e é usado para cortar 4 árvores por mês, e estas são vendidas por 400 dólares, isso dará um índice de giro de ativos de 4! Se esse machado é danificado ao cortar a árvore número dois, então o tempo de reparo e troca determina o impacto que essa interrupção tem no Índice de Giro de Ativos. Em outras palavras, tem um impacto direto no resultado mensal da empresa!

É evidente que a solução de gestão de ativos precisa ter capacidades e recursos para diminuir o tempo não produtivo ou até mesmo evitar interrupções, ajudando a empresa a gerar vendas e mantendo o índice de giro de ativos em um nível desejado. Então, qual é a solução para isso? Obviamente a solução é a manutenção preventiva. Mas espera... Ainda temos um longo caminho até chegar a esse ponto.

Como se preparar para a manutenção preventiva? 

Vamos nos ater ao exemplo do machado e da árvore e pensar em soluções para esse problema:

Solução Veredito
Todo lenhador tem um machado de reserva. O índice de giro de ativos é reduzido em 50% porque o ativo reserva não está gerando vendas.
Um técnico de manutenção está de plantão para cada cinco lenhadores. Custos mais elevados de pessoal implica em um índice de giro de ativos reduzido de aproximadamente 25%  devido a alguns ativos em espera.
Machados suscetíveis à quebra na próxima árvore são substituídos antecipadamente. Solução ideal que minimiza o ativo em espera e utiliza eficientemente um número mínimo de técnicos.

 

Para implementar a terceira solução é indispensável uma série de informações e conhecimento: A empresa  precisa analisar os episódios de avaria ocorridos nos machados para identificar um padrão comum. Por exemplo, quantos carvalhos um machado pode cortar normalmente antes de seu colapso total? É preciso saber quantos golpes um machado pode dar antes de quebra?. É interessante saber se as condições climáticas afetam o tempo de vida de um machado e por aí adiante.

É isso que uma solução de gestão de ativos empresarial oferece: Permitir a uma empresa monitorar os ativos, acompanhar seu desempenho, condição, valor, os incidentes relacionados, o histórico de localização, como eles foram utilizados... Uma adequada gestão de ativos é flexível o suficiente para reter toda informação que uma empresa precisa coletar e não é limitada a medidas predefinidas. É extensível e por isso pode informar outros sistemas e oferecer um conjunto de dados para relatórios e aplicativos analíticos. É uma biblioteca eletrônica com tudo sobre os ativos, muito bem organizada e sempre que possível conectada aos ativos quase em tempo real.

"Então, como nos preparamos para a manutenção preventiva? Fazendo isso! Criando um lugar no qual todas as informações sobre ativos podem ser conservadas. Introduzindo a gestão de ativos empresariais aos negócios."

#Fabricante Modelo  Árvores Cortadas Tempo desde última quebra Utilização Próxima Manutenção Localização  Incidentes Valor
Fiskars X11S 17 5d23h Carvalho 2019-05-01 N49.51
E13.12
3 74.99
Husqvarn 3120XP 45 3d23h Madeira 2019-07-01 N49.21
E13.52
5 1699.00


Embora a tabela acima seja apenas um ponto de partida (muito minimalista) para conscientizar sobre quais  informações esse tipo de sistema pode armazenar, as soluções comerciais plenamente desenvolvidas englobam aspectos como ordens de serviço para fins de manutenção ou informações sobre peças de reposição. Alguns oferecem “digital twins” para inspecionar dispositivos conectados em tempo real e alguns permitem até mesmo a configuração de ativos remoto. No final do dia, a gestão de ativos está se sobrepondo a diversas outras soluções e somente é capaz de desenvolver todo o seu potencial em um cenário de sistema conectado.

Post-LinkedIn-Industry4.0-predictive-maintenance-whitepaper_PT-1

O que a Gestão de Ativos pode fazer por minha empresa?

Vamos dar uma olhada nas principais funcionalidades da Gestão de Ativos e como elas devem se conectar a  outros sistemas empresariais:

Função da Gestão de Ativos Domínio Secundário Por que a conexão é indispensável?
Registro de todos os ativos e de
seus parâmetros
Finanças Calcular KPls e monitorar o valor monetário dos ativos
Fornecer documentação e
instruções sobre os ativos
Operações e
Manutenções
Um ponto único de verdade para as
instruções de reparo, procedimentos
operacionais, entre outros, tornam as tarefas de manutenção mais fáceis, rápidas e menos propensas a erros.
Visualizar ativos em um mapa Planejamento Saber onde os ativos estão  localizados ajuda a reduzir os  esforços logísticos e garante  disponibilidade em tempo hábil  quando necessário (ex. substituição em uma fábrica).
Gerenciar o plano de serviço
para cada ativo
Operações e
Manutenções
Cada ativo possui seu próprio plano de serviço, desse modo uma gestão centralizada de intervalos, peças de reposição e pessoal necessário reduz o custo da manutenção geral.
Fornecer relatório sobre um nível
de ativos
Inteligência
Empresarial
Relatórios personalizados permitem “agir” ao invés de “reagir”. Isto se aplica à busca do momento certo para atualizações de equipamentos, alinhamento do tempo de  manutenção, eliminação de equipamentos não utilizados e assim por diante.
Oferecer dados de ativos quase
em tempo real
Operações e
Manutenções
O chamado “digital twin” oferece  dados sobre cada ativo, em qualquer lugar do mundo e a qualquer hora. Isto permite controlar a  produtividade de maneira eficiente e tomar as decisões corretas.


Para encerrar, espero que esteja claro que um Gerenciador de Ativos não é um mero software.

É peça fundamental nesse grande quebra-cabeça e merece um lugar de destaque em qualquer empresa. Um projeto de sistema inteligente com uma gestão de ativos firmemente integrada abre as portas para manutenção preventiva, transparência financeira, manufatura inteligente (com ferramentas como SAP ME/MII) e, obviamente, para vantagem estratégica e competitiva no mercado!

Interessado em saber mais?

Você está pronto para iniciar o gerenciamento inteligente de seus ativos?

Veja nosso produtos e serviços focados em Gerenciamento de Ativos.

ACESSE AQUI

Inscreva-se!