A‌ ‌tendência‌ ‌do‌ ‌Edge‌ ‌Computing‌ ‌para‌ ‌as empresas‌

Cloud

A‌ ‌tendência‌ ‌do‌ ‌Edge‌ ‌Computing‌ ‌para‌ ‌as empresas‌

Techedge | Abr 05, 2021

  

O Edge Computing surgiu para atender a crescente demanda tecnológica por processamento e tráfego de dados, fundamental para a transformação digital das empresas. 

Esta tecnologia inova ao possibilitar que os dados sejam tratados localmente, selecionando as informações. Parte delas são armazenadas em local próximo ao usuário e a outra parte enviadas para armazenamento na nuvem, onde permanecem armazenadas e seguras por longo tempo.

Neste artigo você entenderá melhor por que o Cloud Computing tem se tornado uma tendência e como suas funcionalidades otimizarão o fluxo de dados da sua empresa. Acompanhe!

 

O que é o Edge Computing?  

O termo Edge Computing, ou, em tradução livre para o português, computação de borda, está relacionado à forma com que os dados são processados e armazenados, com a finalidade de aproximar a computação e o armazenamento de dados no local, conforme a necessidade da empresa.

Este formato reduz o tempo de resposta e economiza na largura de banda, pois é composto por uma rede de pequenos Data Centers, criada especificamente para processamento e armazenamento de dados localmente.

Em outras palavras o termo Edge Computing está relacionado com a “Borda” da rede, e é capaz de processar demandas urgentes, filtrar os dados mais sensíveis e separá-los daqueles que devem ser armazenados em Cloud Computing (Nuvem), com a ajuda de um dispositivo conhecido como Gateway.

 

A importância do Edge Computing para sua empresa 

O Edge Computing funciona como um catalisador de dados, permitindo que sua empresa distribua recursos em diversos locais, reduzindo as dificuldades causadas pela latência e pela largura insuficiente de banda.

Com o aumento do tempo de resposta, essa tecnologia facilita a tomada de decisões em tempo real, devido à sua grande capacidade de análise e agregação de dados locais.

 

Quais os benefícios do edge computing para minha empresa? 

Com a entrada em vigor no Brasil em 2020 da Lei 13.709/18 – Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, as empresas detentoras de dados pessoais, deverão obedecer a rígidos padrões de tratamento desses dados, alinhado a outras normas e leis internacionais como, por exemplo, a GDPR - General Data Protection Regulation,  na Europa.

Segundo a LGPD, na Seção III “Da Responsabilidade e do Ressarcimento de Danos”, a empresa é responsável pelo vazamento de dados, sobretudo os dados sensíveis, os quais serão armazenados de maneira mais segura localmente com o uso do Edge Computing.

A tecnologia permite a redução da exposição dos dados sensíveis devido à sua capacidade de armazenamento local, proporcionando um maior controle da empresa sobre eles, devido à redução do tráfego.

Confira agora alguns benefícios do edge computing:

  • Reduzir o custo da rede;
  • Evitar limites de largura de banda;
  • Diminuir atrasos de transmissão;
  • Restringir falhas no serviço;
  • Proporcionar controle sobre a movimentação de dados;
  • Facilita a conformidade com a legislação de proteção de dados.

Qual a diferença entre edge computing e cloud computing? 

edge2

 O Edge Computing faz parte das novas tendências do mercado!

A Cloud Computing, geralmente desempenha o papel de centralizar serviços em Data Centers, para compartilhar recursos e ter maior controle de segurança da rede de TI.

A Edge Computing surgiu para suprir uma lacuna deixada pela Cloud Computing, e a sua lógica vai em sentido oposto, podendo ser utilizada nos casos em que a nuvem não é aplicável, em razão das características ou requisitos da rede, por exemplo.

A necessidade de monitoramento constante e redução da latência, é suprida pela Cloud Computing devido a sua capacidade de armazenamento em diversos locais menores, o que torna a tecnologia mais rápida, reduzindo o tráfego de dados.

Ambas as tecnologias utilizadas conjuntamente visam contribuir para a melhor gestão da segurança de TI, devido a sua interação no processamento de informações.

Em regra, o armazenamento conjunto minimiza o impacto de eventuais falhas, embora ainda não haja consenso dos especialistas sobre como essa utilização conjunta deve ser feita para que seja realmente segura.

 

O que é NRF e como ele contribui com a digitalização da minha empresa? 

Os dados processados na computação de borda facilitam a análise de negócios e a obtenção de insights mais ágeis.

É importante frisar que as empresas precisam contar com ferramentas tecnológicas que viabilizem as transferências da nuvem para a borda facilmente quando for preciso.

A NRF, da Techedge, contribui para a transformação digital da empresa, preparando a mesma para um futuro digital, pois oferece soluções em tecnologia para melhorar o desempenho e, como consequência, ter resultados melhores.

 O NRF é um framework criado especificamente com o propósito de tornar sua empresa digitalizada. No entanto, o NRF conta com um diferencial, que é a proposta exponencial, como uma onda: o primeiro impacto abre espaço para o segundo, terceiro e assim em diante.

 O Nimbl Ripple Framework, é, portanto, uma solução personalizada da Techedge para a digitalização completa e escalável do seu negócio.

Tornar uma empresa digitalizada exige uma visão ampla e uma estrutura robusta. O NRF nasceu com o objetivo de unificar todas as atividades necessárias de uma empresa, com a expertise e a credibilidade da Techedge

Gostou desse conteúdo e quer ficar por dentro das novidades tecnológicas para sua empresa, visite o nosso blog e confira!

contato

Inscreva-se!