Como utilizar Big Data para aumentar vendas?

Big Data

,

NRF

Como utilizar Big Data para aumentar vendas?

Techedge | Jan 12, 2021

De acordo com a Forbes, o impacto do Big Data tem sido de cerca de 48% na análise do comportamento dos clientes, 21% na análise operacional, 12% na conformidade/controle de riscos de fraude, 10% na inovação de novos produtos/serviços e 10% nos dados corporativos. 

Além disso, tem sido uma ferramenta importante para influenciar como gestores, analistas e operadores comerciais atuam para entregar experiências altamente consistentes e aprimoradas em todos os canais. E isso é um grande trunfo para o aumento das vendas.

Confira, a seguir, algumas dicas para utilizar o Big Data para incrementar vendas!

 

Otimização de preços 

A flexibilidade de preços tem o poder de aumentar as receitas e o big data tem sido uma ferramenta essencial no desenvolvimento e uso de novas estratégias de preços.

Encontrar a melhor estratégia de preços é um processo analítico, especialmente com grandes empresas e marcas. Big data ajuda a automatizar a análise de preços e produtos. Um bom exemplo aqui seria o UBER, que vem moldando novas estratégias de preços em tempo real para causar o máximo impacto.

 

Melhorias na percepção do cliente

Na última década, desde que o big data ganhou destaque, as empresas se beneficiaram de estratégias de vendas baseadas em relacionamento.

Nos próximos anos, o Big Data ajudará ainda mais a melhorar a capacidade de resposta do cliente, ao mesmo tempo em que obtém uma percepção melhor dos consumidores sobre a marca.

 

Maior capacidade de analisar os clientes

Os dados analíticos do cliente são um dos elementos críticos no desenvolvimento de uma estratégia de vendas de sucesso. O Big Data ajuda na pesquisa de marketing e no alcance de novos patamares comerciais. 

A análise aprimorada do cliente ajuda automaticamente na aquisição de clientes e no volume de receitas obtidas com cada compra. Em outras palavras, conhecer o cliente em profundidade facilita as estratégias comerciais em um nível bastante animador.

 

Melhoria efetiva dos produtos/serviços

Embora possamos dizer que o desenvolvimento de produtos não é uma parte direta das estratégias de vendas, ele afeta drasticamente os números das vendas. Trabalhamos em uma sociedade altamente consumista hoje e, para ter sucesso, as empresas precisam inovar e melhorar continuamente seus produtos.

O Big Data, neste contexto, tem ajudado designers corporativos e engenheiros de marca a apresentar inovações que estão em linha com as expectativas e requisitos de mudança dos clientes.

 

Definição eficiente da jornada de tomada de decisão dos clientes

A internet tem sido uma dádiva para os compradores online, e a predominância de smartphones ajudou a intensificar essa tendência.

No entanto, isso também traz mais concorrência, já que as empresas devem ter um entendimento completo das necessidades do cliente. Consequentemente, os data centers nas principais empresas de hoje se tornaram uma fonte de dados fundamental. 

Compreender as escolhas do cliente e as tendências da indústria ajuda a otimizar canais, campanhas e produtos para melhores conversões e atender às necessidades do cliente.

 

Automação do processo de vendas

Uma tendência interessante hoje são as empresas desenvolvendo seus próprios modelos de “venda algorítmica” que usam a autoaprendizagem para criar interações mais relevantes — especialmente no e-commerce.

As empresas usam o Big Data, por exemplo, para criar estratégias de preços dinâmicas, permitindo aos clientes sugestões de produtos mais relevantes. Isso é conseguido medindo o comportamento do cliente, histórico de navegação, inventário, comparação de preços, idade do cliente, gênero e outros parâmetros.

 

Leia também: Big Data: criando uma poderosa gestão de dados e 6 dicas para implementar o Big Data para uma boa gestão de dados.

 

Como o NRF pode auxiliar na gestão de Big Data?

Como vimos, estratégias de Big Data proporcionam coleta, armazenamento de dados, processamento e análise de grandes volumes de dados. Elas geram informações úteis para as empresas melhorarem seus processos, produtos, serviços, modelos de negócios, etc. 

Quando se trata de realizar análises específicas, apuradas e qualificadas, a transformação digital das organizações é essencial. É aí que metodologias específicas precisam ser adotadas.

Aqui na Techedge, trabalhamos com o método NIMBL RIPPLE FRAMEWORK (NRF) que, em síntese, é um framework para aceleração da digitalização dos negócios — facilitando, entre outras coisas, a gestão de Big Data.

A metodologia NRF pode acrescentar muitas facilidades aos processos de Big Data, fornecendo aspectos importantes, tais como: apoio e feedback a TI, melhores ecossistemas e ativos digitais, complementando resultados e análises etc.

Nós ainda retomaremos esta metodologia aqui no blog. Por enquanto, é importante que você saiba que ela é composta por seis passos para a digitalização dos negócios: (1) mindset digital; (2) tecnologias exponenciais; (3) ecossistemas digitais; (4) ativos digitais; (5) novos modelos operacionais de TI; e (6) apoio e feedback do modelo tradicional de TI.

E, então, conseguiu vislumbrar a criação de uma poderosa gestão de dados baseada em uma estratégia de Big Data?  Conte com a gente para as melhores soluções!

New call-to-action

Inscreva-se!