<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=974250883405448&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Métricas para analisar oportunidades de negócio - Ferramentas ideais

riskturn

Métricas para analisar oportunidades de negócio - Ferramentas ideais

Techedge | Mar 09, 2021

Você conhece as métricas e ferramentas para analisar as melhores decisões para o seu negócio? 

 

Analisar a viabilidade de um projeto não é uma tarefa simples, pois além de competitivo, o mercado é altamente complexo. Nesse contexto, as decisões envolvem muitas variáveis.

Indicadores financeiros e bons sistemas computacionais são fundamentais para dar os subsídios necessários na hora de avaliar uma oportunidade de negócio. Além disso, KPIs focados na estratégia de negócio também são essenciais para, inclusive, analisar a geração de lucro/riqueza.

Continue com a leitura para conhecer as ferramentas mais usadas e como o Riskturn pode tornar essa análise mais rica e completa.

Acompanhe!

 

Oportunidade de negócios: KPIs para uma estratégia completa

As métricas e indicadores de uma análise das oportunidades de negócio podem mostrar em quanto tempo o investimento deve ser realizado, qual é o retorno esperado e quanto vale, hoje, o dinheiro que o negócio vai gerar no futuro

Confira alguns KPIs importantes para medir riscos, variações de indicadores e muito mais!

 

Valor presente no risco

O valor em risco (também como valor presente no risco ou VAR) é uma forma de obter a quantia esperada de uma máxima de perda (ou seja, a pior perda) inserido em um intervalo de tempo que faça sentido. 

Esse KPI não deve ser considerado sozinho e, apesar de ser um procedimento muito necessário e importante para o controle de risco, não é suficiente para fazê-lo por completo.

Para ter uma análise fiel à realidade, é necessário incluir outros KPIs no contexto, como a variação dos indicadores.

 

Variação de indicadores micro e macroeconômicos

No geral, indicadores econômicos são dados que acompanham diretamente a economia do país. Isso quer dizer que todos esses dados podem funcionar como uma espécie de medidor da economia e do quanto ela está aquecida ou não. Alguns dos indicadores mais considerados são: PIB, IPCA, INPC, etc.

Esses índices podem variar por diversos fatores, sejam eles macros ou microeconômicos e, por isso, é fundamental acompanhar essa volatilidade.

 

  • Indicadores macro: focam em variáveis agregadas de todo o país;
  • Indicadores micro: focam em empresas e setores específicos.

 

Esses indicadores podem também estar ligados à própria valorização das empresas em termos de capital e, inclusive, são importantes para um processo chamado de Valuation.

 

Processo de Valuation

Esse processo visa estimar o valor de uma empresa seguindo uma forma sistematizada, através de um modelo quantitativo - inclusive, o modelo qualitativo também pode estar presente nessa análise, já que envolve uma capacidade de julgamento do próprio empreendedor.

Nesse sentido, o dono da empresa deve estipular premissas e selecionar as fontes de dados que usará e, por isso, o resultado dependerá também da percepção de mercado de cada um e, inclusive, da percepção relacionada a riscos.

 

Como fazer um processo de Valuation?

Existem três formas:

  • Pela Renda (Fluxo de Caixa Descontado);
  1. Fluxo de caixa (estimar o montante recebido menos o montante gasto) da empresa num período;
  2. Definir a taxa de desconto, tomando como base o risco da empresa de acordo com outras oportunidades de investimento;
  3. Trazer os resultados para o valor presente e somá-los.

  • Pelo Mercado (Múltiplos ou Cotação);

As empresas de capital aberto têm valor conhecido como a soma das suas ações. Nesse sentido, qualquer negócio pode comparar seu valor com parâmetros objetivos, como exemplo: lucro. Dessa forma:

Valor da empresa / parâmetro = múltiplo.

O múltiplo, por sua vez, é uma forma de compreender o custo. Assim, se a empresa 1 foi vendida por X em um passado próximo, a empresa 2, que tem uma taxa de crescimento parecida, deve ser vendida por um múltiplo de X.

  • Pelos Ativos (Valor de Liquidação ou Valor Contábil).

    Nesse caso, em empresas com problemas financeiros, o valor calculado é inferior ao patrimônio contábil e ao valor de liquidação.

Como Riskturn pode ajudar na sua estratégia de negócios?

O Riskturn é uma solução trazida ao Brasil pela Techedge que permite analisar diversos cenários de investimentos, incluindo aqueles com maiores riscos, com o objetivo de eleger aquele que melhor trará resultados à companhia. 

Com metodologia estruturada e modelo robusto de análise de investimentos em cenários incertos, a solução viabiliza a melhor tomada de decisão para o desenvolvimento do seu negócio.

O Riskturn utiliza a simulação de Monte Carlo, que é uma série de cálculos de probabilidade que estimam a chance de um evento futuro acontecer ou não. Isso permite criar um conjunto de critérios avançados de avaliação de investimentos como Cashflow at Risk, Value at Risk, NPV (Net Present Value) probabilístico, TIR, ROI (Return on Investment), entre outros KPIs.

Um dos diferenciais dessa abordagem é que ela possibilita um olhar sob a perspectiva do risco associado ao negócio ou ambiente que a empresa está inserida. 

Agora você já conhece alguns dos principais indicadores que podem ser usados ao avaliar uma oportunidade de negócio. Em um mundo altamente competitivo, contar com uma solução robusta como o Riskturn pode ser determinante para o sucesso do projeto.

Para saber mais sobre o Riskturn e as demais ferramentas e avaliações que podem ser utilizadas, continue nos acompanhando!

Quer saber mais sobre a ferramenta Riskturn? FALE CONOSCO

contato

Inscreva-se!